sábado, 29 de outubro de 2011

Olá galera!

Saudações a todos!
Venho pedir desculpas a todos pela minha ausência.
Como todo ser humano, também tive  meus probleminhas.
Fiquei ausente devido a problemas de saúde, e agora estou em recuperação de uma cirurgia delicada que fiz nesta segunda dia 24 de outubro de 2011.
Peço mais uma vez mil desculpas pela minha ausência.
Em breve estarei retornando pra esclarecimento de todas a dúvida e ajudar no possível.
Obrigada a todos!!!!
Atenciosamente
Fernanda Gentille.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Unha encravada sem infecção.

A unha encravada, conhecida cientificamente como onicocriptose, é uma queixa de sete em cada dez pessoas que procuram um podólogo. O problema surge quando uma das pontas da unha entra ao redor da pele, causando dor e inflamação.
As principais causas da Onicocriptose são: Pressão e Traumatismo. Pressão: é exercida por: Meias (quando pequenas ou grossas, pressionam a pele das bordas ungueais); Calçados (quando justos, estreitos, ou de ponta fina não só exercem pressão sobre a pele como também sobre a placa ungueal); Unhas Espessas (unhas grossas ocasionam pressão sobre a pele ao mesmo tempo em que a pele também pressiona lâmina ungueal). Convexidade exagerada da lâmina ungueal Traumatismo: é causado por: Tropeções; Quedas de objetos sobre a unha; Corte incorreto da unha feito com tesouras ou alicates, que causam lesões, pressão ou traumatismo na pele.

Unha encravada com infecção (Granuloma).


A unha encravada ocorre quando uma de suas pontas enterra na pele ao seu redor. Isto acontece porque a pele forma uma barreira ao seu crescimento e, como a unha não pára de crescer e é mais dura, ela penetra na pele causando dor e inflamação.
A causa é, geralmente, o hábito errado de se cortar os cantos das unhas. Isto causa a formação de uma ponta na extremidade cortada e permite que, com o peso do corpo, a pele que antes estava embaixo da unha, se projete para cima e entre na frente da mesma. Com o crescimento, a unha encrava neste local.
O uso de sapatos de pontas finas também facilita o encravamento das unhas. Em crianças recém-nascidas, o uso de macacões com pés fechados também podem ocasionar o problema se não forem bem folgados.
Manifestações clínicas
Os dedos mais atingidos são os dos pés, principalmente os "dedões" e as unhas encravam quase sempre pelos cantos. O quadro se inicia com dor local que vai aumentando de intensidade e pode se tornar insuportável. A pele ao redor da unha fica inflamada, inchada e avermelhada, podendo haver eliminação de pus e formação de um granuloma piogênico (carne esponjosa).

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Tínea Pedis / Frieira


A tinea pedis é uma infecção provocada por um fungo, extremamente frequente, sobretudo nos meses quentes, atingindo cerca de 15% das pessoas. Pode ser aguda ou crónica. Alguns indivíduos parecem ser mais susceptíveis que outros.Quais as causas O pé-de-atleta pode ser causado por fungos pertencentes aos géneros Epidermophyton ou Trichophyton.Quais os sintomas A tinea pedis é a forma de tinha mais frequente – localiza-se nos espaços interdigitais (espaços entre os dedos) e na planta do pé. Manifesta-se como descamação assintomática, maceração e fissuração nos espaços interdigitais. Alguns indivíduos apresentam comichão, sensação de calor ou mesmo dor. A dor pode significar infecção bacteriana secundária, com formação de celulite. Nos casos mais graves podem formar-se vesículas (bolhas cheias de líquido) que se distribuem na planta do pé e originam exfoliação generalizada da pele.Pode ocorrer envolvimento das unhas com descoloração e espessamento.Como se diagnostica O diagnóstico baseia-se na clínica e exame microscópico das escamas para identificar o agente causal. Para determinar com exactidão o fungo responsável é necessário realizar a cultura das escamas.Como se desenvolve A evolução da doença é habitualmente favorável, após ser instituído o tratamento indicado. Contudo, se forem mantidas as condições predisponentes, é provável que se desenvolva uma nova infecção. Além disso, é possível o contágio por contacto directo com familiares infectados, ou pelo uso de sapatos com escamas de pessoas infectadas. As áreas afectadas devem ser lavadas com frequência e bem secas. Se há supuração, característico das infecções bacterianas, são necessários antibióticos.Formas de prevenção O factor essencial na prevenção é a correcta higiene pessoal. Os espaços interdigitais devem ser cuidadosamente secos, se necessário com um secador. As meias devem ser mudadas com frequência e podem ser usados diariamente pós ou cremes com agentes antifúngicos.Doenças comuns como diferenciar Esta situação deve ser diferenciada de outras doenças que possam envolver as mesmas áreas: eritrasma interdigital, psoríase, dermatite de contacto, desidrose e escabiose. Nenhuma destas situações melhora com os medicamentos antifúngicos.Outras designações Pé-de-atleta, tinha dos pés, dermatofitose.Quando consultar o médico especialista Habitualmente a tinha dos pés é facilmente diagnosticada e tratada. Nos casos mais graves ou recorrentes pode ser necessário recorrer a consulta de Dermatologia.Pessoas mais predispostas Qualquer pessoa pode ter uma dermatofitose, embora seja facilitada por factores locais predisponentes como a humidade (transpiração), calor, oclusão (sapatos apertados e fechados) e traumatismo. Estes aspectos explicam a localização mais frequente nos pés e região inguinal, particularmente nos indivíduos que praticam desporto descalços ou que utilizam duches de uso colectivo. Há ainda um conjunto de factores gerais que predispõem ao aparecimento de uma infecção fúngica: tratamento com imunossupressores ou citostáticos, diabetes ou doenças de pele (ictiose).

Restauração de Unhas.

Restauração das Unhas. Técnica utilizada com resina. Fica perfeito! Em caso do paciente ter uma micose, e queria colocar uma unha restaurada, recomendo que utilize apenas naquele dia de comemoração. Sendo retirada no dia seguinte. Pacientes sem nenhuma alteração, a unha feita artesanalmente, recomendo ficar no máximo 20 dias.

Órteses Artesanais.


Confecção de pequenas órteses para o conforto e correção. Sua formulação possui características especiais de elasticidade e resistência, para proporcionar conforto durante seu uso. Fácil manipulação (antiaderente), não deforma e não possui em sua composição produtos que provoquem alergia ou irritação.

Tratamento exclusivo e diversificado em Onicomicose. (Micose)


Onicomicose é definida como a infecção fúngica da unha. É a mais comum das doenças das unhas e pode constituir a cerca de metade de todas as anomalias do prego. Onicomicose pode afetar as unhas dos pés ou as unhas. No entanto, é particularmente comum nas unhas dos pés. Aproximadamente 6-8% da população adulta tem onicomicose. Onicomicose não só desfigura as unhas, mas também pode causar deficiência capacidade de trabalho e dor física. Pode propagar-se de prego a prego e raramente para as mãos e unhas. A cor da unha depende do tipo de fungo que haviam invadido a unha. A unha pode ficar amarelo, cinza, marrom ou preto. Eventualmente, a unha se tornará frágil e crack. Isto fará com que o prego para separar-se da cama de pregos. A pele ao redor também podem ser afetados e podem desenvolver vermelhidão, coceira, e podem tornar-se inchado. Onicomicose pode fazer a unha aparece espessa, amarela e turva. Além disso, as unhas também podem tornar-se áspero e quebradiço. Normalmente não há dor sentida em outras partes do corpo e outros sintomas corporais, a menos que a doença progride e se torna grave. No entanto, reações alérgicas na forma de dermatophytids pode desenvolver. Isto surge como resultado de uma infecção por fungo em outra parte do corpo. Os dermatófitos, Candida e não-dermatófitos são os fungos patogénicos comuns causadores de onicomicose. Nos países ocidentais, os dermatófitos são os fungos mais comumente responsáveis por onicomicose. Por outro lado, Candida e moldes não-dermatófitos são freqüentemente envolvidos em regiões tropicais e subtropicais, com clima quente e úmido. Existem várias classificações de onicomicose. Onicomicose subungueal distal ou DSO é a forma mais comum de onicomicose. Isso também pode ser distal e lateral. DSO podem se desenvolver em unhas ou unhas. O fungo causador da DSO invade o leito ea parte inferior da lâmina ungueal. Ela começa no hiponíquio e proximalmente migra através da matriz da unha subjacente. A Onicomicose superficial branca ou WSO representa apenas 10% dos casos de onicomicose. Nesta classificação, as unhas são geralmente afetados. É causada por certos fungos que invadem diretamente as camadas mais superficiais da lâmina ungueal e de forma bem delineada manchas opacas no prato. Como avança a onicomicose, teses patches combinam-se para incluir a unha inteira. O prego acabaria por se tornar áspero, macio e quebradiço. A PSO ou Onicomicose subungueal proximal é comum em pessoas saudáveis. A doença acontece quando o fungo ataca as unhas através da prega ungueal. Em seguida, ele se infiltra na lâmina ungueal novo e então migra distalmente. Esta forma de onicomicose é geralmente considerado como um marcador clínico da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana. Também pode ocorrer secundário a trauma local. A Onicomicose Candida podem invadir os pregos que foram previamente traumatizados ou infectados. É comumente afeta as mãos e, geralmente, acontece em pessoas que muitas vezes enfiar as mãos em água. A última classificação é a Total Onicomicose distrófica. Esta é a descreve como o resultado final das quatro principais formas de onicomicose. Essa condição ocorre quando uma destruição total da lâmina ungueal acontece.
Aqui na clínica, você irá encontrar um tratamento diversificado e exclusivo, a base de produtos naturais e laser de baixa potência.
Venham conhecer e descobrir que suas unhas tem cura!
Felicidades!
Nanda.



Tratando Calos e Calosidades.

Na dermatologia, um calo é uma área dura de pele que se tornou grossa e rígida como uma resposta a repetidos contatos e pressões. Já que o contato repetido é necessário para a existência do calo, o local mais comum para ocorrência é nas mãos e pés. Os calos geralmente não são nocivos, mas podem ser a fonte de outros problemas, como a infecção. Sapatos apertados podem freqüentemente causar calos nos pés.
Os calos ou calosidades apresentam três formas clínicas distintas: helomas, tilomas e hiperqueratoses.
Dependendo das suas características e da forma como são tratados, podem ou não deixar alterações cutâneas visíveis e sintomáticas, mas de uma forma geral é possível eliminá-los de forma a que a pele adquira o seu aspecto e integridade normais.
É importante perceber que os calos surgem em zonas de maior pressão e/ou fricção, é um mecanismo natural de defesa da própria pele em resposta a estas alterações.
Desta forma só é possível tratar definitivamente um calo ou calosidade se for tratada a alteração que o origina, seja ela externa, como o calçado inadequado, ou interna, como uma alteração estrutural do pé.
Em qualquer uma das situações a intervenção de um podólogo é necessário uma vez que, para além da eliminação do calo ou calosidade, pode previnir o aparecimento da mesma através da confecção de ortóteses digitais (normalmente de silicone) e ortóteses plantares (vulgarmente denominadas de 'palmilhas'), que são os tratamentos mais indicados para evitar o reaparecimento destas patologias e tratá-las de forma definitiva.
Contudo, existem cremes emolientes que ajudam a reequilibrar a pele, podem ser usados em formas simples de calosidades ou como coadjuvantes de outros tratamentos em formas clínicas mais complexas.
Procurem sempre um podólogo, nunca vão atrás de receitas caseiras, isso pode levar a uma queimadura muito profunda e extensa.

Tratamentos Básicos de Podologia.

Todos os tipos de tratamentos podal:

*Calos e Calosidades; Combate da Micose; Próteses; Restauração da unha; Tínea Pedis/Frieiras; Unha encravada com ou sem infecção; Verruga Plantar (olho de peixe).

Clínica de Podologia Gentille! A gentileza em tratar seus pés!

Clínica de Podologia, especializada em Tratamento de Unhas e Pés:
*Calos e Calosidades ;
*Combate da Onicomicose (Micose);
*Tratamento exclusivo e diversificado para Onicomicose (Micose);
*Próteses;*Restauração da Unha;
*Tínea Pédis/Frieira;*Unha Encravada c/ ou s/ Infecção;
*Verrugas Plantares (olho de peixe);
*Diabéticos;*Psioríase;*Vitiligo;
*Aromaterapia;
*Hidratação p/todos os tipos de patologias;
*Ofurô para os pés;
*Massagem com Pedras Quentes;
*Reflexologia Podal;
*Reik.